FMI conta com recessão nos Estados Unidos, diz publicação alemã

Agência EFE

BERLIM - O Fundo Monetário Internacional (FMI) conta com uma recessão nos Estados Unidos em conseqüência da crise das hipotecas de alto risco, e para este ano revisou drasticamente em baixa suas previsões econômicas para o país. Segundo informações que serão publicadas pelo jornal alemão 'Die Zeit' em sua próxima edição da quinta-feira, o FMI só conta com um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) nos EUA de 0,5% este ano, em vez do 1,5% previsto em seu último relatório.

As informações do semanário se baseiam na minuta das previsões mundiais do Fundo, que serão apresentadas na próxima semana. Os economistas do FMI contam com que, durante pelo menos dois trimestres consecutivos, a economia americana sofrerá um retrocesso. Segundo o jornal, o FMI também revisará em baixa suas previsões para o crescimento econômico mundial. Até agora, o organismo financeiro internacional partia de um aumento do PIB de 4,1%. O 'Die Zeit' não oferece os números revisados. Para a Alemanha, o FMI reduzirá suas previsões de 1,5% para 1,2%, acrescenta o jornal. A minuta ainda está sujeita a modificações, precisa o 'Die Zeit'.