Bovespa vira de novo e opera em queda

REUTERS

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) descolou do otimismo nos mercados de Wall Street e voltou a operar no vermelho no pregão de hoje.

Às 15h09, o Ibovespa recuava 0,44%, aos 60.188 pontos. O giro financeiro, menor do que a média diária para o horário, era de R$ 2,919 bilhões.

Segundo operadores, ações com forte peso na composição do índice, como de Petrobras e Vale, perdiam o brilho apresentado na abertura dos negócios, em meio à forte baixa das cotações de commodities.

- Esse movimento lá fora está segurando as ações - disse André Hanna, operador da corretora Interfloat.

Os papéis preferenciais da Petrobras caíam 0,22%, a R$ 72,46, depois de terem chegado a subir 2,6%. Em Nova York, o barril de petróleo despencava 4,6%, a US$ 100,72.

As ações preferenciais da Vale, que exibiram valorização de 1,4% no início dos negócios, perdiam fôlego e subiam apenas 0,10%, a R$ 50,25.

Nessa toada, a bolsa paulista distanciava-se dos índices das bolsas nova-iorquinas, que subiam refletindo o otimismo do mercado com a divulgação de um pacote do governo dos Estados Unidos ampliando os poderes do Federal Reserve para lidar com eventuais crises de liquidez no sistema financeiro. No mesmo horário, o índice Dow Jones subia 0,52%.