Ásia registra pior trimestre em cinco anos

SÃO PAULO, 31 de março de 2008 - Os mercados acionários da Ásia encerraram em queda nesta segunda-feira, registrando o pior desempenho trimestral em cinco anos. Os negócios na região foram prejudicados pelas contínuas preocupações dos investidores com a crise no mercado de crédito subprime ou de alto risco nos Estados Unidos e com uma possível descaleração no consumo norte-americano.

O índice Nikkei 225 de Tóquio fechou com queda de 2,30%, aos 12.525,54 pontos. Na contramão, o indicador Kospi de Seul avançou 0,12%, para 1.703,99 pontos. Em Hong Kong, o índice referencial Hang Seng caiu 1,88%, para 22.849,20 pontos. Já na China, o indicador Xangai Composto registrou queda de 3%, para 3.472,71 pontos.

A volatilidade predominou nas bolsas asiáticas durante o primeiro trimestre, com os investidores da região temerosos sobre o futuro da economia dos Estados Unidos e a possibilidade de uma recessão no país. O setor exportador asiático - prejudicado pela desvalorização do dólar e pela ameaça de uma redução no consumo norte-americano - e o setor financeiro, afetado pela crise creditícia, lideraram as perdas nos pregões.

No acumulado dos três primeiros meses de 2008, o índice Nikkei 225 registrou queda de 18,17%, o indicador Kospi perdeu 10,18% e, na China, o índice Xangai Composto mostrou-se vulnerável e apontou recuo de 33,99% no período, apesar da forte valorização observada no ano passado. Já o indicador MSCI, que exclui as ações japonesas, diminuiu mais de 13% no ano, atingindo seu pior desempenho trimestral desde setembro de 2002.

O aumento nos preços das commodities e as pressões inflacionárias também colaboraram para as quedas nas principais praças do continente durante o primeiro trimestre deste ano. Entre abril e junho, os analistas prevêem uma leve recuperação, emboram temam pela possibilidade de novos prejuízos no setor financeiro e corporativo.

(Redação - InvestNews)