Maior acordo do setor elétrico do mundo é fechado

REUTERS

FRANKFURT - A maior aquisição já feita no mundo de uma companhia de energia elétrica foi fechada nesta sexta-feira, depois que a alemã E.ON concordou finalmente sobre o preço com os donos da espanhola Endesa.

Dois anos e meio após a primeira oferta pela geradora espanhola de energia, a E.ON afirmou nesta sexta-feira que seus conselhos aprovaram investimento de 11,8 bilhões de euros (18,6 bilhões de dólares) para comprar parte da Endesa. O acordo vale para os ativos da Endesa na Europa.

A Endesa Brasil, holding criada em 2005, controla no país as distribuidoras Ampla (Rio de Janeiro) e Coelce (Ceará), a geradora hidrelétrica Endesa Cachoeira (Goiás) e as térmicas Endesa Fortaleza (Ceará) e a Endesa Cien (Rio Grande do Sul).

A E.ON, maior empresa de serviço público do mundo, pagará 8,9 bilhões de euros pelos ativos na Espanha, Itália, Polônia e Turquia e assumirá 2,9 bilhões de euros em dívidas, contra um valor inicial total de cerca de 10 bilhões de euros.

- Nossos novos acionistas já farão uma contribuição significativa em nossos resultados este ano - confirmou e E.ON em comunicado.