Crescem apostas de aumento da taxa Selic

SÃO PAULO, 28 de março de 2008 - O Relatório Trimestral de Inflação divulgado na véspera colaborou para o aumento das apostas de alta na taxa Selic na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) agendada para o dia 15 e 16 de abril. Analistas esperam que o colegiado do Banco Central promova um aumento entre 0,25 e 0,50 ponto percentual na taxa Selic, atualmente, em 11,25% ao ano. Há também no mercado a ala dos economistas que continua estimando a estabilidade na Selic no decorrer deste ano.

Os diretores do Banco Central (BC) continuam com receio na questão da oferta e demanda. "E como a tendência para os próximos meses é de uma demanda mais forte, a possibilidade de um aumento na taxa Selic na reunião de abril é quase certa", disse um analista de renda fixa de um banco estrangeiro, que preferiu não ser identificado.

Nem mesmo, o resultado do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) revelando variação de 0,74% em março, abaixo do esperado pelos analistas de mercado, teve forças para reduzir os prêmios embutidos nos contratos de Depósitos Interfinanceiros (DI) de curto prazo, que continuam sinalizando aumento na taxa básica de juro da economia brasileira. O contrato de juros de janeiro de 2009, o mais negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) projetava taxa de 12,33%, ante 12,30% do ajuste anterior.

Na cena externa, os principais índices de Wall Street abriram em alta, com os investidores repercutindo o bom relatório de inflação e a elevação de recomendação do Lehmam Brothers por uma corretora, o que ajudava o setor financeiro.

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)