Projeções fecham em alta no curto prazo

SÃO PAULO, 27 de março de 2008 - A maioria das projeções de juros de curto prazo embutidas nos contratos de Depósitos Interfinanceiros (DI) negociados na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) fechou sinalizando alta. O DI de janeiro de 2009, o mais líquido, com 290,7 mil negócios, registrou taxa de 12,30%, ante 12,23% do ajuste anterior e giro de R$ 26,5 bilhões. O contrato de DI com vencimento em janeiro de 2010 ficou em 13,25% ao ano, face aos 13,26% do último fechamento, com 234,1 mil negócios e giro de R$ 18,7 bilhões. Para resgate em janeiro de 2012 a taxa ficou em 13,37%, contra 13,43% do ajuste anterior.

Abril deste ano fechou com taxa anual de 11,10%, mesmo do ajuste anterior, com 24 mil contratos fechados e giro de R$ 2,3 bilhões. Julho ficou com juro anual de 11,45%, ante 11,39% do último ajuste, com 216,5 mil contratos fechados e giro de R$ 21 bilhões.

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)