Não há pressões e nem preocupações inflacionárias

SÃO PAULO, 27 de março de 2008 - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje, em São Paulo, que não há 'pressões e nem preocupações inflacionárias' ocorrendo nesse momento na economia brasileira. De acordo com o ministro, relatório divulgado hoje pelo Banco Central (BC) mostra que 'a inflação ficará dentro do centro da meta' em 2008 e também no próximo ano.

'Tivemos alguma elevação por conta de preço de alimentos, principalmente no ano passado, porém não a ponto de tirar a inflação do centro da meta', afirmou o ministro. Ele se reuniu nesta quinta-feira com o presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Segundo Mantega, a perspectiva é de que haja mais oferta de alimentos na safra de 2008, o que deverá provocar queda no preço dos produtos agrícolas.

O relatório trimestral apresentado pelo BC mostrou que a inflação brasileira deve ficar em 4,6% em 2008, e 4,4% em 2009. O centro da meta da inflação fixado pelo governo é de 4,5%.

'Também não estou preocupado com 2009 em termos de inflação. O Brasil tem uma grande capacidade de ampliar a oferta agrícola, é o nosso forte e podemos fazê-lo', afirmou, acrescentando que o governo 'está tranqüilo quanto à capacidade de oferta'.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)