Desocupação estimada cresce em fevereiro

SÃO PAULO, 27 de março de 2008 - O nível de desemprego foi estimado em 8,7% para o agregado das seis regiões metropolitanas investigadas pela Pesquisa Mensal de Emprego (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Porto Alegre) em fevereiro. A taxa é 0,7 ponto percentual maior do que a verificada em janeiro, entretanto, está 1,2 ponto percentual abaixo em relação a fevereiro de 2007. Os dados foram divulgados há pouco pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na passagem de janeiro para fevereiro, somente em Belo Horizonte houve alteração nessa taxa: acréscimo de 1 ponto percentual. Em relação a fevereiro de 2007, houve quedas em Belo Horizonte (1,6 ponto percentual), São Paulo (1,3 ponto percentual) e Porto Alegre (1,9 ponto percentual).

Segundo o IBGE, em fevereiro houve elevação de 9,1% no contingente de desocupados (2 milhões) no total das seis regiões pesquisadas na comparação com janeiro. Em relação a fevereiro de 2007, esse contingente recuou 9,9%.

No âmbito regional, em relação a janeiro último, o número de desocupados alterou-se apenas na Região Metropolitana de Belo Horizonte (alta de 16,7%). Na comparação anual, houve quedas nas Regiões Metropolitanas de Belo Horizonte (14,4%), São Paulo (9,2%) e Porto Alegre (18,9%).

Entre os desocupados, 57,7% eram mulheres, 9,1% tinham até 17 anos, 36,8% tinham de 18 a 24 anos, 47,6% de 25 a 49 anos e 6,6%, 50 anos ou mais. Além disso, 21,0% estavam em busca do primeiro trabalho e 24,8% eram os principais responsáveis na família.

Em fevereiro de 2006, 47,8%, dos desocupados tinham pelo menos o ensino médio concluído, em fevereiro de 2007, 51,4% e, na última pesquisa, atingiu 52,8%.

(Redação - InvestNews)