Petrobras e PDVSA assinam contrato de associação

SÃO PAULO, 26 de março de 2008 - Os presidentes da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, e da companhia estatal venezuelana de petróleo PDVSA, Rafael Ramírez, assinaram, há pouco, um contrato que estabelece as bases para a sociedade das duas empresas na Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco (CE).

O acordo determina os termos da constituição da sociedade, inclusive participação acionária, definida em 60% da Petrobras e 40% da PDVSA. Também estabelece o prazo para futura celebração do Estatuto Social e do Acordo de Acionistas. Os termos do contrato estão protegidos por acordo de confidencialidade.

A Refinaria Abreu e Lima é um investimento de US$ 4,05 bilhões e terá capacidade para processar 200 mil barris de petróleo pesado por dia, 50% do Brasil (Marlim) e 50% da Venezuela.

O início de operação da refinaria está previsto para o segundo semestre de 2010, atingindo a carga plena em 2011. Cerca de 65% dos derivados ali produzidos serão de óleo diesel, o de maior consumo no País. Também serão produzidos gás de cozinha (GLP), nafta petroquímica e coque, combustível sólido com aplicação na siderurgia, indústria cimenteira, térmicas e indústria do alumínio.

'A Petrobras prosseguirá com seus estudos sobre a opção de participação societária de até 10% no projeto de exploração e produção de petróleo pesado no campo de Carabobo 1, na Faixa do Orinoco, no qual a PDVSA terá participação acionária não inferior a 60%. Os estudos prosseguirão até a conclusão da licitação, anunciada pela PDVSA, dos 30% restantes de participação', diz um comunicado.

(Redação - InvestNews)