Lucro do Banco da China cresce 31,3% em 2007

SÃO PAULO, 26 de março de 2008 - O Banco da China informou hoje que registrou um lucro líquido de 56,3 bilhões de iuanes (US$ 7,9 bilhões) em 2007, o que representa uma alta de 31,3% em relação ao ano anterior. Por outro lado, o resultado foi o menor entre os 14 bancos chineses que negociam na Bolsa de Valores de Xangai. A instituição financeira estatal foi a entidade de crédito mais afetada na Ásia pela crise nos Estados Unidos.

No final de 2007, o banco projetou um prejuízo de US$ 1,3 bilhão de seus US$ 4,99 bilhões investidos em ações vinculadas às hipotecas subprime nos Estados Unidos. Entretanto, a instituição financeira fechou o ano passado como o quarto maior banco do mundo por capitalização de mercado (US$ 197,8 bilhões), com ativos contabilizando 5,99 trilhões de iuanes (US$ 850 bilhões), o que representa 12,5% a mais em comparação com 2006.

De acordo com Xiao Gang, presidente do Banco do China, a entidade acelerará em 2008 o desenvolvimento de seus negócios no exterior, buscará oportunidades para novas aquisições e fortalecerá seus serviços financeiros. O Banco da China é a entidade financeira mais internacional da China, com 669 filiais em 28 países e regiões (incluindo Hong Kong, Macau e Taiwan), e atualmente 40% de seu lucro líquido se originam no exterior.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)