Petrobras puxa desempenho de índice paulista

SÃO PAULO, 25 de março de 2008 - Pelo segundo dia consecutivo, a movimentação de uma blue chip influencia positivamente o desempenho da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Nesta terça-feira, a bolsa paulista registra alta de 2,25%, aos 61.157 pontos, puxada pela valorização dos papéis da Petrobras, que sobem mais de 4%. O giro financeiro estava em R$ 2,89 bilhões.

Rumores de mercado apontam que a estatal petrolífera teria descoberto novo campo de petróleo, desta vez no Maranhão. Porém, de acordo com a assessoria de imprensa, a Petrobras não descobriu novo campo de petróleo na região. "Nós não temos nem perfuração nem sonda lá", disse o assessor. A estatal tem concessão para explorar oito blocos na bacia Pará-Maranhão, quatro deles em parceria, inclusive com a Vale.

Ontem, a empresa anunciou o desdobramento de ações, tanto para papéis listados na Bovespa, quanto para American Depositary Receipts (ADRs), listados em Nova York. Será distribuída, gratuitamente, uma ação para cada papel possuído, no próximo dia 25 de abril. 'Não creio que seja essa a notícia que esteja mexendo com as ações. A diretoria da Petrobras já havia proposto o desdobramento anteriormente e só agora foi aprovado em assembléia', afirma Nelson Rodrigues de Matos, analista de investimentos do Banco do Brasil Banco de Investimentos (BBBI).

Os papéis da Usiminas também são destaque nesta terça-feira. Agências japonesas informaram que a Usiminas e a Nippon Steel estariam interessadas em formar uma joint venture em Cubatão. A notícia animou o mercado e, instantes atrás, os papéis preferenciais série A da companhia subiam 2,74%.

Ainda no front doméstico, as ações preferenciais série B da Companhia Energética de São Paulo (Cesp) mantém a trajetória de queda, ao recuarem 16,9% nesta terça-feira. Os papéis repercutem o cancelamento do leilão que aconteceria amanhã.

Já no mercado externo, a divulgação de alguns indicadores norte-americanos - preço de imóveis, confiança do consumidor e índice de manufaturas, do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Richmond - desapontaram o mercado ao virem abaixo do esperado por analistas.

Dentre os destaques positivos do Ibovespa estão Gafisa ON, que subia 4,75%, a R$ 33,05; as units do Unibanco, que avançavam 4,72%, a R$ 21,52; e VCP PN registrava alta de 4,53%, a R$ 50,99. No sentido oposto, além dos papéis da Cesp, Gol PN recuava 1,19%, a R$ 28,84; e Telesp PN desvalorizava 1,05%, a R$ 45,20.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o Ibovespa com vencimento em abril registrava alta de 2,02%, a 61.500 pontos.

(Vanessa Correia - InvestNews)