Bovespa ignora mercados americanos e opera em alta

REUTERS

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta no pregão desta terça-feira, mas reduziu um pouco os ganhos depois que os mercados americanos reagiram mal a indicadores sobre a confiança do consumidor e preços de moradias dos EUA.

Às 11h51, o Ibovespa subia 1,63% aos 60.786 pontos. O volume financeiro negociado era de R$ 1,484 bilhão.

O desempenho das ações da Petrobras , segundo analistas, ajudava a incentivar o índice da bolsa paulista.

- O cenário interno continua bom, com a Petrobras subindo, o que deve segurar a valorização hoje. Existem poucos dados para incomodar, mas, obviamente, a bolsa continuará reagindo um pouco aos fatores externos - disse Carlos Alberto Ribeiro, diretor da Novação Distribuidora.

No mesmo horário, o índice FTSEurofirst 100, que reúne as principais empresas européias, operava em alta de 2,57%, aos 3.995 pontos.

Nos EUA, o mercado opera em baixa com a divulgação de dados desfavoráveis para a economia do país.

O índice Dow Jones, termômetro da bolsa de Nova York, tinha baixa de 0,56% e o Nasdaq, índice de empresas de tecnologia, operava próximo da estabilidade, com leve alta de 0,06%.

A confiança do consumidor americano inesperadamente diminuiu em março, atingindo o menor nível em cinco anos, enquanto as expectativas tiveram a pior leitura desde janeiro de 1974, mostrou uma pesquisa do Conference Board divulgada nesta terça-feira.

Também nesta terça-feira foi divulgado que os preços de moradias existentes nos EUA despencaram em janeiro, com 16 das 20 regiões do país medidas registrando declínios recordes anuais.

Na Europa, grande parte das bolsas segue em alta após o feriado da véspera, ainda reagindo bem à notícia de que o JPMorgan elevou a oferta para compra do Bear Sterns de US$ 2 para US$ 10.

Saiba mais

O mercado acompanha de perto o desempenho do Ibovespa porque este é o mais importante indicador do desempenho médio das cotações do mercado de ações brasileiro. O índice retrata o comportamento dos principais papéis negociados na bolsa. A pontuação do Ibovespa aumenta na medida em que sobe o valor das ações.