Chanceler e empresários argentinos vão ao Brasil em missão comercial

Agência EFE

BUENOS AIRES - O chanceler argentino, Jorge Taiana, viajará esta segunda-feira ao Brasil junto com dois governadores e mais de cem empresários em busca de novos investimentos que permitam "reduzir o déficit comercial' com o país vizinho.

"Essa missão comercial e multissetorial permitirá ter uma presença efetiva de empresas argentinas no mercado brasileiro, com o objetivo de reduzir o déficit comercial que temos com esse país', indicou Taiana em comunicado de Chancelaria divulgado hoje.

Na viagem, que se estenderá até a próxima sexta-feira, participarão os governadores da província de Buenos Aires, Daniel Scioli; e de Chubut, Mario das Neves, junto com 110 executivos de pequenas e médias empresas e funcionários locais.

Trata-se da segunda missão ao Brasil, que esta vez consistirá em visitar as cidades de São Paulo e Belo Horizonte, onde os empresários manterão cerca de 900 rodadas de negociações, informou o comunicado.

"É a maior missão que já fizemos. Além disso, é importante destacar que são todas voltadas para a pequena e média empresa, que são as exportações com maior valor agregado', sustentou o subsecretário argentino de Comércio Internacional, Luis Kreckler.

Os empresários que participarão da missão pertencem aos setores de alimentos, maquinaria, cosméticos, metais, motores elétricos, software, fornos e estufas industriais, vinhos, material para impermeabilização, desenho, fabricação de brinquedos, entre outros.

Kreckler destacou que a missão conta com o patrocínio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e da Associação Comercial de Minas Gerais (ACminas).

A presidente argentina, Cristina Kirchner, reconheceu em 1º de março que busca alcançar com o Brasil 'um equilíbrio da balança comercial razoável para ambos os países', dado que o déficit com o país atualmente é de US$ 4,317 bilhões.