Bolsas dos EUA puxam índice no final dos negócios

SÃO PAULO, 20 de março de 2008 - Embora a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) tenha operado durante boa parte do dia atrelada a movimentação dos papéis da Petrobras, Vale e Usiminas, no final dos negócios, a forte alta registrada pelas bolsas norte-americanas pesaram sobre os negócios e levou a bolsa paulista a fechar em alta de 0,27%, aos 58.987 pontos. O giro financeiro somou R$ 4,9 bilhões.

As ações da Petrobras e Vale operaram sem tendência definida durante boa parte do dia e influenciaram o movimento da bolsa paulista pelo segundo dia consecutivo. 'A oscilação deve-se a queda nos preços das commodities, que pode ser explicada pelo temor de uma retração do crescimento ou realocação de portfólio', afirma Newton Rosa, economista-chefe da SulAmérica Investimentos.

No front externo, as principais praças acionárias norte-americanas registram alta superior a 1%. Os indicadores econômicos divulgados hoje - indicadores antecedentes e de atividade industrial na região da Filadélfia - ficaram acima do projetado pelos analistas.

'Essas notícias, aliada a flexibilização de regras para as companhias norte-americanas de refinanciamento hipotecário Freddie Mac e Fannie Mae, divulgada ontem, animou os mercados norte-americanos', ressalta Rosa.

Amanhã, os mercados acionários brasileiros e norte-americanos não registram operação em função do feriado da Semana Santa. Porém, para a próxima semana estão programados importantes indicadores como Produto Interno Bruto (PIB) referente ao quarto trimestre do ano passado, Índice de gastos dos consumidores (PCE, na sigla em inglês), vendas de casas existentes, confiança do consumidor, pedidos de bens duráveis, entre outros.

Dentre os destaques positivos do Ibovespa estão Eletropaulo PNB, que subiu 7,05%, a R$ 130,50; Braskem PNA, que avançou 4,72%, a R$ 15,50; e Copel PNB registrou alta de 4,24%, aos R$ 29,71. No sentido oposto, as units da ALL caíram 3,68%, a R$ 18,30; Sabesp ON recuou 3,11%, a R$ 37,67; e CSN ON registrou queda de 2,85%, a R$ 61,20.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o Ibovespa com vencimento em abril registrou queda de 0,02%, a 59.690 pontos.

(Vanessa Correia - InvestNews)