Mantega diz que Brasil é porto seguro para investimentos

Agência Brasil

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta segunda-feira que "o Brasil tem condições de rápida recuperação", mesmo que haja maiores conseqüências da crise financeira que afeta o mercado dos Estados Unidos. Segundo Mantega, "nunca estivemos tão preparados", com fundamentos econômicos sólidos. Ele lembrou que na semana passada o jornal inglês The Guardian publicou matéria em que elegeu o Brasil como "porto seguro" para investimentos.

- É claro que algumas conseqüências acontecem - admitiu o ministro, mas salientou que "poderemos passar por essa crise com as menores conseqüências possíveis", em referência a eventual saída de capitais necessários para cobrir prejuízos lá fora. E disse que "não há, por enquanto, nenhuma repercussão a nível de investimento, do consumo ou da atividade econômica propriamente dita".

Na avaliação de Mantega, a crise financeira dos Estados Unidos revelou-se mais grave nas duas últimas semanas e "funciona por solavancos, não é linear vem uma onda, depois acalma e outras ondas se sucedem". Nessa movimentação, o Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, socorre as instituições financeiras locais com a criação de novas linhas de crédito e reduções da taxa de redesconto para os empréstimos de curto prazo.

No último domingo, o Fed anunciou a redução da taxa de juros de 3,50% para 3,25% ao ano e aprovou socorro de US$ 30 bilhões para o banco JPMorgan Chase comprar o Bear Stearns, quinto maior banco dos Estados Unidos e que havia anunciado a possibilidade de falência na sexta-feira, o que provocou queda generalizada nas bolsas de valores do mundo inteiro.