Cai preço ao atacado, aponta FGV

SÃO PAULO, 17 de março de 2008 - O Índice de Preços por Atacado (IPA), um dos componentes do Índice Geral de Preços (IGP-10), registrou variação de 0,83% em março. O resultado foi menor 0,07 ponto percentual quando comparado com fevereiro (0,90%).

Os Bens Finais apontaram redução em suas taxas de variação, que passou de 0,54%, em

fevereiro, para 0,36%, em março. Contribuiu em especial para a desaceleração o subgrupo

alimentos in natura, que teve sua taxa reduzida de 2,73% para 0,55%. O índice relativo a Bens Finais (ex), calculado sem os subgrupos alimentos in natura e combustíveis, registrou variação de 0,42%. No mês anterior, a taxa foi de 0,22%.

O índice do grupo Bens Intermediários registrou variação de 1,06%. No mês anterior, a taxa havia sido de 1,25%. Quatro dos cinco subgrupos apresentaram desaceleração, com destaque para suprimentos, cuja taxa passou de 4,09% para 2,83%. O índice de Bens Intermediários (ex), obtido após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, registrou variação de 1,14%. No mês anterior, foi registrada variação de 1,34%.

O índice de Matérias-Primas Brutas passou de uma taxa de 0,82%, em fevereiro, para 1,06%, em março. A taxa do índice de matérias-primas brutas agropecuárias elevou-se de 0,75% para 0,78%.

Neste subgrupo, vale destacar as acelerações dos itens: milho (em grão) (-9,98% para -5,11%), leite in natura (-2,00% para 3,16%) e soja (em grão) (4,03% para 5,00%). Em sentido oposto, citam-se: arroz (em casca) (10,11% para -5,70%), mandioca (aipim) (15,13% para -1,43%) e bovinos (1,71% para -0,10%).

As informações foram divulgadas nesta manhã pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

(Redação - InvestNews)