Analistas acreditam que Lehman pode ser o próximo

SÃO PAULO, 17 de março de 2008 - Os mercados financeiros acreditam que o banco nova-iorquino Lehman Brothers pode ser o próximo a ser castigado pelo efeito dominó que atinge os mercados, e derrubaram suas ações nesta segunda-feira em Wall Street.

Os analistas do site Briefing.com expressaram preocupação em relação ao "colchão de liquidez" do Lehman Brothers, "menor que o de seus pares". "E, como o Bear Stearns, o Lehman é um importante participante do mercado de títulos", setor que está no centro da atual crise financeira. A direção do Lehman Brothers garantiu que seu "nível de liquidez continua forte".

O banco, que divulgará amanhã seus resultados do primeiro trimestre, lembrou que sua liquidez no fim de novembro chegava a US$ 35 bilhões, que cobriam 128% de seus compromissos de curto prazo, contra 52% no caso do Bear Stearns.

A situação financeira do grupo foi favorecida pela obtenção, anunciada na última sexta-feira, de uma linha de crédito de US$ 2 bilhões.

O receio em relação ao Lehman Brothers é ainda mais surpreendente porque o grupo havia passado até agora com relativa tranqüilidade pela crise. Segundo as estimativas do mercado, o Lehman Brothers pode superar o US$ 1,3 bilhão em depreciações no primeiro trimestre devido à degradação contínua do mercado de crédito, após os resultados recordes de 2007.

As informações são da AFP.

(Redação - InvestNews)