Exportações têxteis recuam 32,9% em fevereiro

SÃO PAULO, 14 de março de 2008 - As exportações de têxteis e vestuário da China recuaram 32,9% em fevereiro, em comparação ao mês anterior. A baixa demanda dos Estados Unidos e Europa, somada ao inverno rigoroso que atingiu o país, impactaram negativamente nos resultados das exportações do setor.

De acordo com a Administração Geral das Alfândegas, as exportações alcançaram US$ 10,3 bilhões no mês passado. Em relação ao mesmo período do ano anterior, as exportações registraram uma queda de 8,5%. No acumulado de 2007, a China exportou US$ 171,2 bilhões em produtos têxteis e de vestuário, alcançando um aumento de 18,9% em relação ao ano anterior.

De acordo com Zhang Bin, analista da Sinolink Securities, a valorização da moeda chinesa e os custos trabalhistas também prejudicaram as exportações têxteis e de vestuário. Os produtores estavam relutantes em aceitar pedidos, devido ao temor de prejuízos cambiais.

As informações são da agência oficial de notícias Xinhua.

(Redação - InvestNews)