Lula, Morales e Cristina discutirão fornecimento

SÃO PAULO, 25 de fevereiro de 2008 - Os presidentes do Brasil, Bolívia e Argentina se reunirão no final de março, em La Paz, para analisar as soluções apresentadas por uma comissão de ministros sobre as cotas de fornecimento de gás a brasileiros e argentinos, informou ontem o líder boliviano, Evo Morales.

"Possivelmente a próxima reunião será em La Paz, com Lula e a presidente (argentina) Cristina Kirchner, para ver os detalhes dos progressos que farão os ministros encarregados da questão", explicou o chefe de Estado boliviano.

Os presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Evo Morales e Cristina Kirchner se reuniram no sábado em Buenos Aires, mas não chegaram a um acordo sobre as cotas de exportação do gás boliviano para Brasil e Argentina, o que gerou a formação de um grupo de ministros da área de energia para discutir a questão.

A Bolívia, que produz em média cerca de 40 milhões de metros cúbicos diários (MMCD) de gás, tem problemas para honrar seus acordos com a Argentina, já que fornece 30 MMCD ao Brasil e consome entre 6,5 e 7 MMCD no mercado interno.

Morales explicou que a posição boliviana é a de que "devemos trabalhar de maneira conjunta, com solidariedade e complementação". Isto significa que se algum dos três países tiver problemas energéticos, os outros dois deverão encontrar uma forma de solução, sob um princípio de solidariedade, acrescentou o líder boliviano.

As informações são da AFP.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)