Encomendas à indústria têm pior nível em 4 meses

SÃO PAULO, 22 de fevereiro de 2008 - A indústria dos países que compõem a União Européia (UE) registrou, em dezembro, um crescimento de 7,5% no número de novas encomendas, em relação a igual período de 2006. O resultado positivo, no entanto, é o menos expressivo desde setembro passado, quando a alta havia sido de 4,4%. Nos meses seguintes, o indicador apresentou expansão de 16,7% em outubro e 12,7% em novembro.

Na comparação entre novembro e dezembro, o índice teve queda de 1,2%, após apresentar uma retração de 0,2% em novembro.

Apesar dos dados menos favoráveis dos últimos meses do ano, o número de novas encomendas à indústria européia encerrou 2007 com alta de 10,1% sobre o ano anterior.

Nos países que compõem a Zona do Euro, os resultados de dezembro não foram diferentes. As encomendas caíram 3,6% frente a novembro e cresceram apenas 2,1% sobre dezembro de 2007, após registrar patamares acima de 10% nos meses anteriores. Mesmo assim, o acumulado anual teve forte elevação, de 8,2%.

(Redação - InvestNews)