Arroz e feijão puxam IPC-S para baixo

SÃO PAULO, 8 de fevereiro de 2008 - Alimentação foi um dos grupos responsáveis pela queda do Índice de Preços ao Consumidor Semanal em 7 de fevereiro de 2007, passando de 2,10% para 1,76%, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). A variação de 13 dos 21 itens componentes do subgrupo Gêneros Alimentícios contribuíram para a queda, entre eles o arroz e o feijão foram os que mais colaboraram com a queda, passando de 10,15% para 6,72% na semana anterior. Hortaliças e Legumes (3,84% para 3,25%) e Carnes Bovinas (0,38% para -0,18%).

O grupo Educação, Leitura e Recreação recuou em sua taxa de variação de 2,52% para 2,05%. A taxa do item Cursos Formais, que responde por mais de 50% do peso do grupo, passou de 4,49% para 3,46% nesta apuração.

Em razão das liquidações de verão, a taxa do grupo Vestuário registrou nova queda, passando de (-0,46) para (-0,84%). Nesta classe se destacaram os itens Roupas (-1,01% para -1,40%) e Calçados (0,44% para 0,08%).

As taxas dos grupos Habitação também caíram de 0,25% para 0,21%. Saúde e Cuidados Pessoais recuaram de 0,54% para 0,46%. Em cada uma dessas classes de despesa, os principais destaques foram: Aluguel Residencial (0,73% para 0,68%) e Artigos de Higiene e Cuidados Pessoais (0,87% para 0,58%), respectivamente.

(Redação - InvestNews)