Persistem temores com EUA; Tóquio avança 0,82%

SÃO PAULO, 7 de fevereiro de 2008 - A Bolsa de Tóquio fechou em alta nesta quinta-feira, apesar dos contínuos temores sobre uma possível recessão na economia dos Estados Unidos. No restante da Ásia, as principais praças acionárias não operaram hoje por conta do feriado local.

O índice Nikkei 225 subiu 0,82%, para 13.207,15 pontos, recuperando parte das perdas observadas nos dois últimos pregões. Já o indicador Topix, que reúne todos os valores da primeira sessão, avançou 0,51%, para 1.305,08 pontos. Os mercados de Hong Kong, Xangai, Malásia, Indonésia, Taiwan e Cingapura não funcionaram hoje devido às comemorações do Ano Novo Lunar, e permanecerão fechados até a próxima semana.

Em Tóquio, os investidores nipônicos se animaram após a Deutsche Securities classificar como "comprar" os papéis do grupo de telecomunicações Softbank. As ações da companhia lideraram a alta no pregão japonês, com avanço de 6,23%. Outras empresas do setor, como a KDDI Corp., também foram beneficiadas.

Por outro lado, a possibilidade de uma recessão na economia dos Estados Unidos ainda gera nervosismo nos mercados e minimizou hoje os ganhos na sessão nipônica. Entre o setor financeiro japonês, os títulos do Mitsubishi UFJ Financial recuaram 1,83%, enquanto papéis do Mizuho Financial diminuíram 0,44%.

Os analistas asiáticos aguardam pelos resultados da reunião de política monetária do Banco Central da Europa (BCE) e do Banco da Inglaterra (BoE). A expectativa é de que o BCE manterá inalterada a taxa básica de juro, enquanto o BoE deverá reduzí-la para estimular o gasto dos consumidores.

Na Austrália, a anglo-australiana Rio Tinto rejeitou a proposta de compra oferecida pela mineradora BHP Billiton. A oferta estava avaliada em US$ 147 bilhões. As ações da BHP Billiton subiram 0,71%, recuperando-se de uma forte queda observada no pregão anterior, enquanto as da Rio Tinto caíram 0,11%.

(Marcel Salim - InvestNews)