Volume de negócios segue reduzido na BM&F

SÃO PAULO, 6 de fevereiro de 2008 - Com a sessão vazia, já que os investidores estão pouco animados em realizar negócios nesta curta semana pós-feriado de Carnaval, o volume de negócios na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) segue reduzido. As projeções para os contratos de Depósitos Interfinanceiros (DI) apontam alta. Instantes atrás, o DI de julho deste ano, o mais negociado no momento com 111 mil contratos, apontava juro anual de 11,44%, ante 11,42% ao ano.

Em um dia de agenda fraca no campo interno, os investidores monitoraram o Boletim Focus. Segundo o documento, os analistas consultados pelo Banco Central (BC) na semana passada estimam que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avance 4,44% ao final de 2008. Na semana anterior, o mercado projetava inflação de 4,45%. A previsão para o índice em 12 meses recuou de 4,35% para 4,30%. Já a expectativa para o IPCA em 2009 permanece em 4,20%.

Já em relação à taxa Selic, a estimativa para este ano permanece em 11,25%. Para 2009, a previsão se manteve 10,25% ao ano, como na semana passada.

No campo externo, foi informado que a produtividade norte-americana (excluindo o setor agrícola) apresentou alta de 1,8% no quarto trimestre de 2007, se comparado ao período entre julho e setembro (6%).

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)