Em dia de ajuste técnico, índice recua 3,46%

SÃO PAULO, 6 de fevereiro de 2008 - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) apresentou um ajuste técnico nesta quarta-feira em relação aos principais mercados acionários mundiais, que operaram normalmente na segunda e terça-feira. A bolsa paulista encerrou a sessão em queda de 3,46%, aos 58.969 pontos. O giro financeiro foi de R$ 4,34 bilhões.

Nos dias em que a Bovespa esteve fechada, em virtude do Carnaval, duas notícias movimentaram os mercados. Na segunda-feira, algumas corretoras retiraram suas recomendações de compra dos títulos de empresas de crédito e de bancos nos Estados Unidos, entre elas a American Express (AmEx), por preverem um desaquecimento do consumo norte-americano.

Já no dia seguinte, os índices acionários foram influenciados negativamente pela divulgação do ISM referente a janeiro. O índice, que mede a atividade no setor de serviços, passou de 54,4 pontos em dezembro para 41,9 pontos em janeiro, registrando a maior queda e o menor nível desde outubro de 2001, depois dos ataques terroristas de 11 de setembro. A queda surpreendeu os analistas que projetavam um número próximo a 53 pontos.

Por conta destes fatores, a bolsa brasileira recuou pouco menos de 3,5% nesta quarta-feira, apesar dos índices acionários norte-americanos terem operado em território positivo, em função do resultado da Wall Disney e do índice que mede a produtividade no mercado de trabalho norte-americano, a bolsa paulista.

Embora o lucro da Walt Disney Company tenha recuado 26,5% em seu primeiro trimestre fiscal, o resultado superou as expectativas de Wall Street, que previa maiores danos por conta da crise pela qual passa a economia norte-americana. Já a produtividade no mercado de trabalho norte-americano cresceu 1,8% entre outubro e dezembro do ano passado, e superou as expectativas dos analistas, que projetavam uma alta entre 0,5% e 0,8%.

No front doméstico, os papéis da Usiminas foram o destaque da sessão. A empresa informou ao mercado que fechou a compra de três mineradoras localizadas no Sudeste do país - Mineração J. Mendes, Somisa Siderúrgica Oeste de Minas e Global Mineração - por US$ 925 milhões. As ações preferenciais série A da companhia subiram 1,08%, a R$ 88,90.

Além dos papéis da Usiminas, dentre os destaques positivos do Ibovespa estão Cemig PN, que subiu 2,03%, a R$ 28,56; Sabesp ON, que avançou 0,31%, a R$ 38,48; e Lojas Renner ON, que apresentou alta de 0,21%, a R$ 27,38. No sentido oposto, Cosan ON caiu 9,3%, a R$ 24,94; Vivo PN, que recuou 8,3%, a R$ 9,72; e Tim PN apresentou queda de 7,92%, a R$ 6,39.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o Ibovespa com vencimento em fevereiro registrou queda de 4,23%, a 58.900 pontos.

(Vanessa Correia - InvestNews)