Pine pretende emitir US$ 300 milhões em eurobônus

SÃO PAULO, 30 de janeiro de 2008 - Para manter a forte expansão da carteira de crédito em 2008, o Banco Pine estuda emitir este ano cerca de US$ 280 milhões a US$ 300 milhões em eurobônus no mercado externo.

O banco acabou de realizar em janeiro a emissão de dívida subordinada, no

montante de US$15 milhões com o DEG (KfW Bankengruppe). Segundo o presidente do banco, Emílio Carazzai, a nova emissão externa está sendo discutida e poderá ser realizada ainda no primeiro semestre deste ano. Do montante total a ser emitido em eurobônus, cerca de US$ 80 bilhões serão destinados para o refinanciamento de dívidas que vencem ao longo de 2008. "Nós estamos esperando um momento mais favorável para realizarmos a colocação, uma vez que os preços dos papéis foram afetados com a crise no mercado externo", ressalta Carazzai.

O banco realizou a abertura de capital em março do ano passado, com a emissão de 27.220.435 ações preferenciais, captando um montante de R$517 milhões, o que permitiu elevar a alavancagem para ampliar o volume de crédito. Segundo Carazzai, a meta do banco é manter a forte expansão da carteira de crédito alcançada em 2007, com a projeção de um crescimento de mais de 60% da carteira para 2008.

No final do ano passado, o patrimônio do banco somava R$ 800 milhões, apresentando um Índice de Basiléia de 18,3% , acima dos 11% exigido pelo Banco Central.

(Silvia Regina Rosa - InvestNews)