Crédito para setor privado cresceu 28% em 2007

SÃO PAULO, 29 de janeiro de 2008 - O Banco Central (BC) informou hoje que as operações de crédito destinadas ao setor privado - incluindo recursos livres e direcionados - cresceram 2,5% em dezembro, face novembro, e 28% em 2007 se comparado com o ano anterior, totalizaram R$ 913,5 bilhões, registrando crescimento em todos os ramos de atividade econômica.

As operações realizadas com a indústria atingiram R$ 213,6 bilhões, uma expansão de 4% no mês, com ênfase para as operações com os setores de energia, química e agroindústria. O crédito concedido ao segmento outros serviços aumentou 4,8% no mês, totalizando R$ 155 bilhões, destacando-se as contratações dos ramos de eletricidade, gás e telecomunicações. Os financiamentos ao comércio alcançaram R$ 97,4 bilhões, com acréscimo de 2,7% em relação a novembro, concentrado no segmento de automóveis.

Os financiamentos concedidos ao setor habitacional somaram R$ 44,9 bilhões em dezembro, com incrementos de 1% no mês e de 25,7% em 12 meses. O fluxo acumulado das operações com recursos da caderneta de poupança alcançou, até novembro, R$ 15,8 bilhões, ante R$8,2 bilhões nos onze primeiros meses de 2006. Já a carteira de crédito rural atingiu R$ 89,1 bilhões em dezembro, registrando elevação de 0,8% no mês.

Os empréstimos contratados com o setor público alcançaram R$ 18,8 bilhões em dezembro, revelando crescimento mensal de 1,1%. Esse resultado deveu-se à evolução de 1,9% na dívida bancária contraída pelos governos estaduais e municipais, saldo de R$ 15,2 bilhões, com destaque para a concessão de recursos destinados ao setor elétrico. Em sentido contrário, a carteira de crédito do governo federal, somou R$ 3,6 bilhões, um recuo de 2,2%, explicado pela amortização de contratos com o setor de petróleo e de geração de energia elétrica.

(VS - InvestNews)