Bill Gates doa US$ 306 milhões para pequenos agropecuários

Agência EFE

DAVOS - O presidente da Microsoft, Bill Gates, anunciou nesta sexta-feira uma doação de US$ 306 milhões a projetos destinados a desenvolver a agropecuária na África e no sul da Ásia.

O pacote de projetos financiados pela Fundação Bill e Melinda Gates busca aumentar a receita de milhões de pequenos produtores da África e suas famílias, para que possam sair da pobreza, disse Gates à imprensa no Fórum Econômico Mundial de Davos.

- Nossa Fundação se concentra na saúde global, mas também no desenvolvimento global, e acreditamos que a agricultura é um elemento-chave e, por isso, nos últimos três anos expandimos nossas atividades a esta área, e especialmente com a alocação destas subvenções - afirmou Gates.

- Achamos que a agricultura é muito importante, porque dos 1,1 bilhão de pessoas que vivem com menos de US$ 1 por dia, três quartos são pequenos agricultores, e mais de 100 milhões destas pessoas sofrem de fome crônica - acrescentou.

O objetivo é aumentar a produtividade e permitir que estes agricultores tenham um bom acesso aos mercados, através de pesquisa na área, e cursos de treinamento e educação.

A maior das subvenções, no valor de US$ 164 milhões, busca conseguir a regeneração da terra na África para permitir mais e melhores colheitas.

Essa ajuda se destina à Aliança para uma Revolução Verde na África (Agra), criada em 2006 pela Fundação Bill e Melinda Gates.

Outra parte será destinada aos plantadores de café no leste da África, e outras duas subvenções serão para ajudar os produtores de produtos lácteos do leste africano a melhorar sua produtividade, o armazenamento e o acesso aos mercados, disse Gates.

Os pequenos agricultores de arroz na Ásia também receberão uma parte de ajuda deste pacote, acrescentou.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais