Investimento estrangeiro cresce 17,8%; AL é destaque

SÃO PAULO, 9 de janeiro de 2008 - O nível de investimento estrangeiro direto (IED) mundial somou US$ 1,537 trilhão no ano passado, o que representa uma expansão de 17,8% em relação a 2006. Os dados preliminares apresentados hoje pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad, na sigla em inglês) sinalizam que a América Latina e o Caribe foram as regiões que apresentaram o maior crescimento com relação a atração de recursos no mundo.

Juntas, as duas regiões receberam investimentos estrangeiros de US$ 125,8 bilhões, uma expansão de 50,2% em relação a 2006. No bloco que reúne os países da Ásia e da Oceania, o nível de investimentos apresentou alta de apenas 6,6%, para US$ 277 bilhões. Apesar da elevação mais expressiva, os números das duas regiões ainda evidenciam que a participação da América Latina e do Caribe no levantamento relativo a destino de recursos ainda é pequena em relação a um mercado que movimentou US$ 1,537 trilhão.

A África atraiu US$ 35,6 bilhões no ano passado, uma leve elevação de 0,1% sobre 2006. Na Europa, a expansão foi de 14,9%, para US$ 651 bilhões.

Na comparação entre países desenvolvidos e em desenvolvimento, as grandes potências ainda levam vantagem: US$ 1 trilhão contra US$ 438,4 bilhões do bloco liderado por China, Rússia, Brasil e México. O resultado dos países desenvolvidos representa uma expansão de 16,8% sobre 2006. Nos países em desenvolvimento, a elevação foi de 15,7%.

(André Magnabosco - InvestNews)