Inflação no campo acelera em dezembro

SÃO PAULO, 8 de janeiro de 2008 - A inflação no campo paulista medida pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA) em dezembro apresentou alta de 5,95%, acima da marca de 4,53% registrada em novembro. O resultado foi impulsionado pelos produtos de origem animal (IqPR-A), cuja elevação ficou em 6,75%. Apesar disso, o resultado deste segmento ficou abaixo da marca de 7,42% apresentado em novembro.

O indicador dos produtos de origem vegetal (IqPR-V), por outro lado, subiu 5,57% em dezembro, acima dos 3,13% registrados no mês anterior.

Os produtos que mais contribuíram para a alta de dezembro foram a banana nanica, com inflação de 58,83%, a carne suína, com alta de 25,19%, os ovos, com expansão de 22,59%, e o feijão, cuja inflação ficou em 20,75%. Na outra ponta, destaque para as quedas da batata (25,39%), do tomate para mesa (9,94%) e do arroz (5,56%).

A caca-de-açúcar mais uma vez apresentou queda mensal, de 0,16%, e contribuiu para que o Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR) não apresentasse uma expansão ainda mais acentuada em dezembro. Descontada a variação do cana, a inflação no campo de São Paulo teria ficado em 9,05% entre novembro e dezembro.

(Redação - InvestNews)