Gazprom planeja reserva energéticas da Nigéria

SÃO PAULO, 7 de janeiro de 2008 - A empresa russa Gazprom planeja acesso às grandes reservas energéticas da Nigéria. A companhia ofereceu ao governo nigeriano investimentos em infra-estruturas em troca de sua participação na exploração de uma das maiores reservas de gás do mundo.

A tentativa da Gazprom preocupa os governos ocidentais, que se sentem incomodados com o crescente controle russo sobre o fornecimento de gás à Europa. A eventual entrada da Gazprom na Nigéria, cujo setor petrolífero sempre foi dominado por gigantes ocidentais como a Shell, a Chevron e a Exxonmobil, seria mais um passo na tendência das grandes companhias do setor energético apoiadas pelo Estado de desafiar os grupos rivais do Ocidente.

Embora o país africano seja um grande fornecedor de gás natural liquidificado (GNL) aos mercados europeu e americano, os grupos energéticos ocidentais que operam na Nigéria têm focado mais a exploração de petróleo, cuja produção é a maior do continente. Entretanto, o aumento da demanda estimulou novos planos para a liquidificação do gás natural, procedimento que facilita sua exportação para a Europa e outras regiões.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)