Desembolsos do BNDES devem superar R$ 7 bi em 2007

SÃO PAULO, 7 de janeiro de 2008 - O financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para área de energia deve somar cerca de R$ 13 bilhões em 2007, entre projetos aprovados e desembolsos.

Segundo o chefe do departamento de energia do banco, Nelson Siffert, os desembolsos para a área de energia devem somar cerca de R$ 6 bilhões em 2007, somados a R$ 7 bilhões em projetos aprovados, o que representa um aumento de cerca de 20% e relação ao ano passado.

Só dos projetos incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) foram aprovados financiamento para 11 usinas hidrelétricas que devem somar 3.500 MW (megawatts). Desses projetos , cerca de metade já receberam desembolso. Ainda estão em análise outros três projetos de usinas hidrelétricas que devem ser aprovados ainda este ano, entre eles, a da Usina de Estreito (TO), com capacidade de geração de 1.087 MW e investimento avaliado em R$ 1,2 bilhão, Usina Hidrelétrica Passo São João (RS) da Eletrosul, com capacidade de geração de 77 MW e previsão de investimento de R$ 260 milhões e a Usina Hidrelétrica Retiro Baixo (MG) , com previsão de investimento de R$ 277 milhões e previsão de geração de 41 MW.

O BNDES também deve financiar os projetos de licitação de linha de transmissão que neste ano recebram desembolso de R$ 1 bilhão. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) está prevista a realização de pelo menos dois leilões de linhas de transmissão em 2008 : o do lote que ligará as usinas do Rio Madeira (6.494 MW), em Rondônia, a São Paulo, e a linha de transmissão que ligará Manaus (AM) a Macapá (AP).

Além disso, está previsto o leilão da segunda Usina de Jirau, que faz parte do Complexo do Rio Madeira, com capacidade de geração de 3.300 MW .

(Silvia Regina Rosa - InvestNews)