Balança comercial começa 2008 com queda no saldo

Agência Brasil

BRASÍLIA - O balanço das transações correntes, que envolve as contas comerciais e financeiras do país com o exterior, deve fechar 2007 com saldo positivo de cerca de US$ 5 bilhões, na expectativa dos analistas de mercado, como mostra o boletim Focus divulgado nesta segunda-feira pelo Banco Central.

O boletim é resultado de pesquisa realizada todas as sextas-feiras, e revela acentuada queda na expectativa de saldo de conta corrente, que começou o mês de dezembro estimado em US$ 7,20 bilhões. A queda decorre da redução do saldo da balança comercial (exportações menos importações), que fechou 2007 com US$ 40,039 bilhões - 11% a menos que no ano anterior.

Como a perspectiva de saldo comercial neste ano é ainda menor, em virtude principalmente da desvalorização do dólar, os especialistas em finanças calculam saldo de US$ 31,90 bilhões neste ano. Uma queda de mais de 20%, que vai contribuir para a conta corrente com o exterior voltar ao vermelho.

A expectativa é de saldo negativo (déficit) de US$ 4,35 bilhões; bem maior que os US$ 3,50 bilhões estimados na pesquisa anterior. Em contrapartida, a expectativa média do mercado melhora em relação ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma das riquezas produzidas no país ao longo de 2007. Os analistas elevaram a projeção anterior, de 5,19% para 5,20%, mas mantiveram a aposta de 4,5% para 2008, embora tenham elevado de 4,50% para 4,60% a perspectiva de aumento da produção industrial neste ano.

Em decorrência da melhor evolução da economia em 2007, a relação percentual entre dívida líquida do setor público e o PIB deve cair para 43,30%, comparada à estimativa de 43,35% na pesquisa anterior. Significa dizer que 43,35% de tudo que o país produz está comprometido com a dívida. É um percentual muito alto, mas vem melhorando gradativamente nos últimos anos, e deve encerrar 2008 em 42% na expectativa do mercado e da equipe econômica do governo.