Cionfiança do consumidor atinge recorde em dezembro

Agência JB

RIO - O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), anunciado nesta quarta-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), apresentou alta de 5,2% em dezembro com relação ao mês de outubro. Com o aumento, o indicador atingiu sua maior pontuação (120,3) desde o início da série histórica, em setembro de 2005.

No acumulado dos últimos 12 meses, o ICC apresenta alta de 7,7%. No cálculo do índice, a FGV utiliza cinco quesitos da Sondagem de Expectativas do Consumidor. Segundo a instituição, o aumento de dezembro aconteceu, principalmente, por conta das melhores avaliações do Índice de Situação Atual (ISA), que avançou 9,3% em relação a novembro, e o Índice de Expectativas (IE), que subiu 3,3%.

Com relação aos próximos meses, segundo a FGV, o quesito que teve maior influência no ICC foi a expectativa de compra de bens duráveis. A fatia de consumidores que pretendem gastar mais subiu de 20,5% para 25,1%. Já a parte dos que pretendem gastar menos caiu de 23,7% para 18,1%.

A coleta de dados da Sondagem de Expectativas do Consumidor foi realizada pela FGV em 2 mil domicílios entre 30 de novembro e 19 de dezembro de 2007.

Com informaçoes do Portal Terra