IPO marca a chegada do Brasil na economia moderna

SÃO PAULO, 30 de novembro de 2007 - O presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, afirmou esta manhã, pouco antes do início da negociação dos papéis da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) que o dia é simbólico e marca a chegada do Brasil na economia moderna. "A evolução do mercado de capitais no Brasil é resultado da estabilização da economia", disse.

"Nosso céu de brigadeiro é construído aqui mesmo, no Brasil. Não dependemos apenas de notícias externas para alavancarmos o mercado de capitais brasileiro", completou o presidente do BC.

Ele também afirmou que o crescimento do mercado de capitais é importante não só do ponto de vista econômico, mas também do ponto de vista sócio-econômico. "A abertura de capital da BM&F trouxe cerca de 275 mil novos investidores, que fizeram a reserva das ações".

O presidente do Conselho de Administração da BM&F, Manuel Cintra, destacou a importância do mercado de capitais no desenvolvimento da economia formal. "Usando como exemplo a abertura de capital da Bovespa Holding e da BM&F, de cada R$ 10 bilhões realizados, R$ 2 bilhões de impostos são arrecadados".

Já a presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) Maria Helena Santana destacou que o processo de desmutualização de ambas as bolsas, tem a ver com o perfil do investidor. "A migração das negociações da plataforma física para eletrônica mudou o perfil do investidor".

(Vanessa Correia - InvestNews)