Indicadores dos Estados Unidos pautam negócios

SÃO PAULO, 29 de novembro de 2007 - A agenda de indicadores da economia norte-americana centra a atenção dos investidores. Logo mais, será divulgado a revisão do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre, a vendas de novas moradias e os pedidos por seguro-desemprego. Também está agendado para hoje um discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, Ben Bernanke.

Em relatório, a corretora AGK destaca que enquanto não se consegue firmar um consenso sobre a dimensão do impacto do ajuste imobiliário e o aperto do crédito para a economia dos Estados Unidos e, conseqüentemente, sobre os próximos passos do Fed a respeito da taxa básica de juros do país, os investidores vão reagindo aos indicadores pontuais e às declarações das autoridades do Fed.

Internamente, a previsão do mercado é de que o ingresso externo de capital relativo a oferta pública (IPO, na sigla em inglês) da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) seja de cerca de R$ 4 bilhões.

A corretora AGK acredita que, na medida em que o cenário externo melhorar, o que parece ocorrerá hoje, e os recursos da IPO da BM&F ingressarem, a moeda americana deve voltar a oscilar entre os R$ 1,76 e R$ 1,78. Há pouco, a divisa estrangeira perdia 0,11%, vendida a R$ 1,793.

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)