Aston Martin quer vender automóveis de luxo na China

Agência EFE

LONDRES - O fabricante britânico de automóveis de luxo Aston Martin abriu os olhos para o mercado chinês e vai abrir a primeira vitrine para seus produtos na China.

O objetivo, informa nesta quinta-feira o jornal britânico 'The Guardian', é aproveitar a crescente demanda de produtos de luxo entre os novos ricos chineses. Os executivos pretendem aproveitar o impacto do filme 'Cassino Royale'.

O filme, o primeiro da série de James Bond a ser distribuído por toda a China, mostra o agente usando o modelo Aston Martin DBS.

- A empresa tem acompanhado de perto o crescimento do mercado chinês de automóveis esportivos - afirmou o executivo-chefe da companhia, Ulrich Bez.

A empresa concedeu uma franquia ao parceiro chinês GruppeM, que abrirá uma loja em Xangai e outra em Pequim.

A Aston Martin tem atualmente 120 concessionárias em 28 países.