Índice supera os 65 mil pontos no intraday

SÃO PAULO, 29 de outubro de 2007 - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encerrou a primeira etapa do dia apresentando forte valorização e, pela primeira vez, superou os 65 mil pontos. Há pouco, o Ibovespa ganhava 1,73%, aos 65.388 pontos. O giro financeiro estava em R$ 3,16 bilhões.

A valorização dos papéis da Petrobras e Vale do Rio Doce impulsionam a alta da bolsa paulista. Há três dias, as ações da estatal petrolífera apresentam forte valorização, acompanhando a cotação do petróleo. Nesta manhã, a commodity do tipo WTI, com vencimento em dezembro, chegou a atingir os US$ 93, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (NYMEX, na sigla em inglês), novo recorde.

No front externo, a expectativa de novo corte na taxa básica de juros norte-americanos animam as principais bolsas mundiais. O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) começa sua reunião nesta terça-feira e anuncia se proverá um novo corte nos juros na próxima quarta-feira (31). A grande maioria dos analistas acredita que a entidade deverá cortar em 0,25 ponto percentual (p.p) os juros dos Estados Unidos.

Na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE, na sigla em inglês), o índice Dow Jones Industrial Average operava em alta de 0,33%, aos 13.852 pontos. O S&P 500 subia 0,27%, para 1.539 pontos. E na bolsa eletrônica, o índice composto Nasdaq avançava 0,32%, para 2.813 pontos.

No Brasil, dentre as maiores altas registradas na Bovespa, estão os papéis da Cyrela ON, que avançavam 5,65%, a R$ 27,67; Gafisa ON, que registravam ganhos de 4,11%, a R$ 29,57; e Lojas Americanas PN, que subiam 3,56%, a R$ 18,90. No sentido oposto, as ações da Light ON caíam 2,61%, a R$ 32,40; Natura ON, com queda de 1,82%, a R$ 21,49; e Sadia PN, com desvalorização de 1,51%, a R$ 11,72.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o Ibovespa com vencimento em dezembro registrava alta de 1,97%, a 66.100 pontos.

As empresas Amil, Brasil Brokers e Helbor estrearam na bolsa paulista com valorização. Instantes atrás, os papéis da Amil subiam 15%, a R$ 16,10; Brasil Brokers avançavam 10,5%, a R$ 10,50; e Helbor registravam valorização de 0,54%, a R$ 11,06.

(Vanessa Correia - InvestNews)