Catar exportará 77 milhões de toneladas anuais de gás em 2010

Agência EFE

ABU DHABI - O emir do Catar, xeque Hamad bin Jalifa Al Zani, anunciou nesta segunda-feira que seu país espera exportar este ano 31 milhões de toneladas de gás, e que sua capacidade de exportação chegará a 77 milhões de toneladas anuais a partir de 2010. O xeque Hamad fez esta afirmação em discurso inaugural de uma conferência em Doha sobre a indústria do gás, com a participação de especialistas e representantes de diversos países.

Além disso, reafirmou que o Catar "se compromete a desenvolver sua riqueza de petróleo e gás para atender às necessidades dos consumidores", e que adotará as legislações necessárias para atrair investimentos estrangeiros. O emir lembrou que seu país tem a terceira maior reserva de gás do mundo, e reiterou que, quando suas exportações chegarem a 77 milhões toneladas anuais, "representarão um terço das necessidades mundiais".

O Catar é membro do Fórum dos Países Exportadores de Gás (FPEG), criado em 2001 e integrado também por Rússia, Irã, Argélia, Indonésia, Brunei, Venezuela, Malásia, Omã, Trinidad e Tobago, Emirados Árabes Unidos, Egito, Líbia, Bolívia e Nigéria. Esses países possuem 70% das reservas mundiais de gás e controlam mais de 40% deste combustível comercializado anualmente no mundo.

O Catar também é membro da rica aliança política e econômica do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG), formado por Arábia Saudita, Barein, Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Barein e Omã.