Bom humor das bolsas puxa dólar para baixo

SÃO PAULO, 9 de outubro de 2007 - Acompanhando o bom humor das bolsas de valores, o dólar operou em baixa. No final da manhã, a divisa estrangeira recuou 0,83%, vendida a R$ 1,803. A agenda fraca de indicadores faz com que os investidores voltassem as atenções para o início da temporada de balanços corporativos e para a divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve.

Às 15 horas, o banco central norte-americano divulgará o documento com as explicações da reunião de 18 de setembro, quando a autoridade decidiu reduzir a taxa básica de juros em 0,5 ponto porcentual diante da crise de crédito internacional originada pelos financiamentos imobiliários de risco concedidos no país.

"A redução da taxa intensificou as vendas de dólares, mas a explicação dos motivos que levaram a essa medida podem agora dar suporte para a divisa. Se o documento não der sinais de que um novo corte virá no final de outubro, o dólar pode consolidar sua recuperação, que foi potencializada com os dados do mercado de trabalho divulgados na sexta-feira", comentou um profissional.

Internamente, destaque para nova atuação do Banco Central no mercado à vista de câmbio. Desta vez, a autoridade monetária adquiriu divisas a uma taxa média de R$ 1,809 e por ter comprado pouco, segundo operadores, ajudou a acelerar o ritmo de queda do dólar.

(Simone e Silva Bernardino - InvestNews)