Aviação doméstica cresce 12%, diz Anac

SÃO PAULO, 8 de outubro de 2007 - A aviação doméstica registrou um crescimento de 12% em assentos/quilômetros oferecidos em 2006 em comparação a 2005. Quanto a passageiros/km transportados, o aumento foi de 15%. O índice de ocupação de aeronaves ficou em 72%.

Os dados fazem parte do Anuário Estatístico do Transporte Aéreo publicado nesta segunda-feira (08) pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Cívil). As informações mostram o comportamento das empresas aéreas regulares brasileiras e estrangeiras no ano passado.

No transporte aéreo internacional de empresas brasileiras houve queda em 2006 em relação ao ano anterior. Os assentos/quilômetros oferecidos caíram 27% e os passageiros/km transportados tiveram variação negativa de 30%. Essa redução se explica pela crise da empresa Varig que a partir de agosto de 2006 deixou de operar grande parte de suas rotas internacionais. As operações da Varig ficaram restritas aos aeroportos de Frankfurt, Argentina, Portugal, Colômbia e Venezuela. O índice de ocupação de aeronaves foi de 76%.

Em 2006, operaram no Brasil 35 empresas estrangeiras regulares de tráfego de passageiro para 34 países. O volume de passageiros transportados foi de aproximadamente 3,5 milhões com participação de 67% do mercado. Enquanto as empresas brasileiras (21) são responsáveis pelo transporte de aproximadamente 1,7 milhão de passageiros, o que corresponde a 33% do mercado.

(Redação - InvestNews)