Descartada suspeita de febre aftosa no Rio

SÃO PAULO, 5 de outubro de 2007 - A Defesa Sanitária do estado do Rio de Janeiro isolou uma propriedade em Barra do Tái, na zona rural de Campos, no norte fluminense, por causa da suspeita de febre aftosa em um bezerro. O animal foi recolhido e amostras de sangue foram enviadas para análise no Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro).

O secretário de Agropecuária, Abastecimento e Pesca do Rio de Janeiro, Cristino Áureo, informou que os exames deram negativos.

"Todas as medidas preventivas foram adotadas, inclusive a remessa de material para exame, tendo essa amostra dado negativo para febre aftosa. O que confirma que o trabalho de prevenção vem dando resultados. Nós vamos continuar mantendo o rigor no acompanhamento e principalmente na vacinação do rebanho, que tem sido eficaz para manter o estado do Rio livre de febre aftosa nos últimos dez anos", disse Áureo.

As barreiras de isolamento fazem parte das medidas para uma ação preventiva sanitária determinada pela Organização Mundial de Saúde Animal. Veículos que passavam próximo ao local passaram por um processo de imunização.

O secretário alerta que em caso de suspeita da doença os proprietários dos animais devem entrar em contato com o serviço de defesa agropecuária de seu município ou estado para que as medidas de isolamento das áreas de foco e peri-foco sejam tomadas.

O rebanho de gado no estado do Rio é estimado em cerca de dois milhões de cabeças.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)