Copom e Fed devem reduzir taxa em 0,25 ponto

CAMPOS DE JORDÃO, 23 de agosto de 2007 - A crise no setor de subprime dos Estados Unidos deve levar o Comitê de Política Monetária (Copom) a reduzir o ritmo de queda da Selic no próximo encontro, marcado para o mês que vem. A avaliação é do ex-presidente do Banco Central (BC) Gustavo Franco. "O próximo corte da Selic será de 0,25 ponto percentual", estima, ressaltando que não vê motivo para o BC parar com o movimento. Na última ata do Copom, o colegiado já havia sinalizado que adotaria uma "maior parcimônia" ritmo de queda da taxa.

Franco também avalia que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) deve dar início ao afrouxamento monetário no país no próximo encontro. "Não acredito em reunião extraordinária. O Fed deve cortar o juro no mês que vem em 0,25 ponto", avalia.

Franco ressaltou ainda que o investidor deve se tranqüilizar porque é natural uma mudança no cenário em razão da crise. "No pior momento da crise os preço dos ativos caíram 15%, mas já estão voltando. O que mostra que o processo está em andamento".

O ex-presidente do BC participou ontem da abertura do 3º Congresso Internacional de Derivativos e Mercado Financeiro da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), em Campos de Jordão.

(Alessandra Taraborelli e Jiane Carvalho - InvestNews)