Mercado europeu segue com recuperação e fecha em alta

REUTERS

PARIS - As bolsas de valores européias fecharam em alta nesta segunda-feira, em meio a um forte rali nos setores industrial e minerador, o que ajudou o mercado a seguir com a recuperação de sexta-feira após o surpreendente corte na taxa de redesconto dos Estados Unidos.

Mas novos temores com a crise do mercado norte-americano de crédito imobiliário de alto risco mantiveram os investidores nervosos e limitaram os ganhos.

O índice pan-europeu de blue chips FTSEurofirst 300 encerrou em alta de 0,5%, a 1.481 pontos, ampliando o rali de 2,3% na sexta-feira.

O principal índice europeu acumula queda de 0,1 por cento no ano e está 9,4%abaixo do pico em 6 anos e meio, alcançado em meados de julho .

Entre os maiores ganhos da sessão, as ações da BHP Billiton saltaram 4,2%, as da Arcelor Mittal subiram 3,4% e as da ABB ganharam 2,3%.

As bolsas de valores do mundo todo despencaram recentemente à medida que inadimplências no mercado imobiliário de alto risco nos EUA atingiram empresas do setor financeiro e estimularam temores de um impacto potencial sobre o mercado de crédito o sistema financeiro global.

Na sexta-feira, o Federal Reserve reduziu a taxa de redesconto que cobra dos bancos, em um movimento que buscou estabilizar os mercados de crédito dias depois de fortes vendas generalizadas.

- Se a volatilidade do mercado e a incerteza continuarem, em especial no mercado de crédito, o Fed provavelmente virá com uma redução da taxa básica de juros. É o que o mercado agora está esperando - disse Bert Jansen, estrategista de ações do Exane BNP Paribas em Paris.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,24%, a 6.078 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,4%, para 7.407 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 0,67%, a 5.399 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em alta de 0,68%, a 30.185 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 0,22%, a 14.269 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve alta de 1,42%, aos 12.503 pontos.