Exportações das cooperativas superam os 22,3%

SÃO PAULO, 20 de agosto de 2007 - As exportações de produtos das cooperativas brasileiras cresceram 22,3% acima da estimativa do governo, no primeiro semestre deste ano.

Segundo estudo feito pela Gerência de Mercados da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, na comparação com igual período do ano passado, as vendas para outros países registraram aumento de 33,8%.

O resultado, de acordo com o gerente de mercado da OCB, Evandro Ninaut, deve-se ao maior número de países que importam os produtos das cooperativas. 'O mercado do Leste europeu é promissor e lá as cooperativas têm se consolidado e encontrado novos países compradores', comentou.

Com isso, também aumentaram os valores adquiridos. Neste ano, até julho, as exportações somaram o equivalente a US$ 1,4 bilhão, contra US$ 1,08 bilhão em igual período do ano passado. Os maiores compradores dos produtos das cooperativas brasileiras são China, Holanda e Alemanha.

O setor sucroalcooleiro é destaque entre os produtos exportados, principalmente para os Estados Unidos. "Esse mercado ficou mais forte no ano passado, com a compra de álcool das cooperativas, seguido por soja e por peças e miúdos de frango", destacou Ninaut.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)