Autuações da Receita somam R$ 39,9 bil em 2007

SÃO PAULO, 20 de agosto de 2007 - O total de créditos tributários (valor sonegado, mais juros e multas) lançados pela fiscalização tributária da Receita Federal do Brasil entre janeiro e julho deste ano cresceu 66,2%, atingindo R$ 39,99 bilhões, contra R$ 24,06 bilhões no mesmo período de 2006. O número de contribuintes pessoas físicas e jurídicas autuados saltou de 122,5 mil para 233,1 mil.

Os dados sobre os resultados da fiscalização de 1º de janeiro a 31 de julho foram divulgados nesta segunda-feira pelo secretário-adjunto da Receita, Paulo Ricardo de Souza Cardoso, que atribuiu o expressivo crescimento do valor e do universo de contribuintes fiscalizados ao aperfeiçoamento dos mecanismos de fiscalização.

O valor das autuações contra empresas entre janeiro e julho somou R$ 34,50 bilhões. O setor industrial foi o mais autuado com R$ 11,13 bilhões, seguido do financeiro, que atingiu R$ 9,44 bilhões, e comércio, com R$ 4,08 bilhões.

Entre as pessoas físicas as autuações totalizaram R$ 5,35 bilhões, com destaque para os "proprietários e dirigentes de empresas", cujos créditos tributários nos sete primeiros meses do ano atingiram R$ 2,13 bilhões, contra R$ 324,4 mil em igual período de 2006.

Além do trabalho intensivo de fiscalização, o secretário atribuiu o aumento do número de contribuintes autuados no período às operações desencadeadas pela Receita em conjunto com o Ministério Público e as CPIs do Congresso.

(Redação - InvestNews)