TSE devolve mandato de Pudim

SÃO PAULO, 17 de agosto de 2007 - Por força de uma liminar concedida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ontem (16), o deputado Geraldo Pudim (PMDB-RJ) continua a exercer o seu mandato. O TSE suspendeu, até que o mérito da matéria seja julgado, a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro que cassou o mandato do parlamentar com perda de direitos políticos por três anos, por abuso do poder econômico nas eleições de 2006.

A representação contra Pudim foi impetrada pela Procuradoria Regional Eleitoral do estado. Segundo os procuradores, em agosto de 2006, a então governadora Rosinha Matheus e o seu marido e ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, se comprometeram em asfaltar ruas no município de Sapucaia, em apoio a candidatura de Geraldo Pudim.

O ministro Carlos Ayres de Brito, relator do processo, considerou que a medida cautelar tinha procedência na medida em que os ministros do TSE ainda não possuem um juízo formado a respeito do mérito da representação.

Também nesta quinta-feira, o procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, ofereceu denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra Pudim, Anthony Garotinho e o deputado estadual Álvaro Lins.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)