Taxas continuam em ritmo de queda

SÃO PAULO, 17 de agosto de 2007 - O dia segue tranquilo, após o Banco Central (BC) dos Estados Unidos, o Federal Reserve, anunciar, nesta manhã, a redução de 0,5 ponto percentual na taxa de redesconto para as instituições financeiras, por considerar que os riscos ao crescimento aumentaram de forma significativa. A notícia, animadora por injetar liquidez aos mercados, contribuiu para a queda nas projeções de juros no mercado futuro.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) a taxa de juros do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) de janeiro de 2010 tinha taxa anual de 11,96%, ante 12,45% do último ajuste, após 411,2 mil transações e giro de R$ 31,3 bilhões. Janeiro de 2009 apontava taxa anual de 11,66%, contra 12,14% do ajuste, após 563,2 mil transações e giro de R$ 48,3 bilhões. Janeiro de 2008 apontava juro anual de 11,28%, frente aos 11,36% da véspera, com 331,0 mil operações (R$ 31,8 bilhões). Outubro deste ano, que embute as perspectivas para a próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), apontava juro anual de 11,32%, contra 11,33% do ajuste de anterior. Este contrato tinha 1,6 mil negócios fechados e giro de R$ 165 milhões.

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)