Mercados da Ásia têm pior semana em quase 1 década

REUTERS

HONG KONG - As bolsas de valores da Ásia encerraram a sexta-feira em queda, marcando a pior performance semanal em quase uma década. O iene voltou a subir por conta de persistentes temores sobre o mercado de crédito que têm mantido os investidores longe de operações de risco, apesar da dramática recuperação de Wall Street na véspera.

Os preços de metais industriais caíram e os seguros bônus governamentais ampliaram ganhos em meio a preocupações de que as turbulências do mercado financeiro vão ferir o crescimento econômico global, prejudicando ainda mais a confiança dos investidores.

- A maior preocupação para os mercados asiáticos é se a crise no mercado de crédito vai disparar uma redução no ritmo econômico dos EUA que vai, portanto, reduzir o consumo - disse Lim Chang-gue, gerente de fundos da Samsung Investment Trust Management, na Coréia do Sul.

- Se nós virmos sinais tangíveis disso acontecendo, tenho receio de que um movimento de baixa no mercado mundial vai começar.

O indicador MSCI que mede as bolsas de valores da Ásia com exceção do Japão perdia 1,87 por cento. Mais cedo, recuava 2,7 por cento, atingindo menor nível em quatro meses e meio.

O indicador acumulou perda de 10,8 por cento nesta semana, a pior performance semanal desde janeiro de 1998, quando se desvalorizou em 12,4 por cento. Com o movimento desta sexta-feira, o índice registra perda de quase 20 por cento desde o recorde de alta de 24 de julho. Os ganhos no ano foram reduzidos a pouco mais de 2 por cento.

- Todo mundo ainda está assustado e muitas pessoas querem tirar o dinheiro no curto prazo, então veremos mais vendas na próxima semana', disse Alex Huang, vice-presidente da Mega Securities, em Taiwan.

A bolsa de TÓQUIO despencou 5,42 por cento, a 15.273 pontos, menor fechamento do ano. Na semana, o mercado japonês acumula perda de cerca de 9 por cento.

Na Coréia do Sul, SEUL encerrou em queda de 3,19 por cento, a 1.638 pontos. A bolsa de CINGAPURA recuou 0,68 por cento e a de TAIWAN se desvalorizou em 1,35 por cento. O mercado de SYDNEY caiu 0,71 por cento e em XANGAI a bolsa registrou baixa de 2,28 por cento.