Fed tem efeito psicológico no mercado, diz analista

SÃO PAULO, 17 de agosto de 2007 - A decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de reduzir o juro interbancário provocou um efeito psicológico no mercado, na opinião do analista da Prósper Gestão de Recurso, Gustavo Barbeito. "Com essa iniciativa, o Fed deu maior segurança para os investidores ao mostrar que está atento ao que vem ocorrendo no mercado e que em caso de emergência vai agir para evitar um contágio generalizado para a economia real", avalia o analista.

Segundo ele, além disso, a medida estimula uma injeção rápida de dinheiro na economia, o que efetivamente provoca o aumento da liquidez no sistema. "Isso ajuda a equilibrar o mercado, que aponta para uma volatilidade nos próximos dois ou três meses, mas não acredito em conseqüências danosas para a economia real", afirma.

Para o analista, a sexta-feira deve ser positiva no cenário doméstico. "O anúncio do Fed deve contribuir para que o mercado interno termine o dia em território mais ameno do que o observado nos últimos dias", acredita.

(Vanessa Stecanella - InvestNews)