Braskem reverte prejuízo e lucra de R$281 mi no 2º trimestre

REUTERS

SÃO PAULO - A Braskem, maior petroquímica da América Latina, teve lucro líquido de 281 milhões de reais no segundo trimestre, revertendo prejuízo de 55 milhões de reais sofrido um ano antes.

O balanço foi impulsionado por melhor desempenho operacional e financeiro e créditos tributários, apesar de aumento de custos com insumos e valorização do real contra o dólar.

Segundo a Braskem, o balanço do trimestre encerrado em junho inclui '100 por cento dos resultados da Ipiranga Química, da Ipiranga Petroquímica, da Copesul, com a respectiva eliminação das participações de minoritários em todas essas empresas, bem como a consolidação proporcional'.

Os dados para comparações são em base pro forma, como se a consolidação tivesse ocorrido em janeiro do ano passado.

A Braskem assumiu a gestão dos ativos petroquímicos do Grupo Ipiranga em 18 de abril, após adquiri-los junto com a Petrobras. A Braskem tem fatia de 60 por cento desses negócios.

A companhia obteve receita líquida de 4,97 bilhões de reais no segundo trimestre, evolução de 23 por cento sobre igual período de 2006.

O crescimento de nove por cento no volume total vendido de resinas e os preços maiores contribuíram para o aumento do faturamento, apesar do impacto negativo da valorização do real, já que os preços das resinas são referenciados em dólar.

O custo dos produtos vendidos somou 4 bilhões de reais no último trimestre, expansão de 18 por cento na comparação anual.

Entre abril e junho, a geração de caixa medida pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) foi de 921 milhões de reais, bem acima dos 562 milhões de reais de um ano antes. Essa linha do resultado contou com ganho não-recorrente de 111 milhões de reais relativo à reversão de provisão de PIS/Cofins.

A margem Ebitda no segundo trimestre ficou em 18,5 por cento, ante 13,9 por cento há um ano.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais